No curso de odontologia o estudante vai aprender a tratar de tudo que envolve a saúde bucal, assim ele poderá fazer cirurgias, extrair dentes, cuidar da estética e tratar doenças. O dentista também precisa ter o registro no Conselho Regional de Odontologia (CRO) para atuar.

A média de tempo no curso é de 5 anos e o profissional pode abrir seu próprio consultório ou optar por trabalhar em empresas ou no setor público, fazendo concursos específicos para a área. A média salarial vai depender muito dessa escolha e de outros fatores, como a região de atuação e a especialização.

Nem sempre é fácil escolher uma das muitas opções de cursos superiores oferecidos nas faculdades brasileiras. Dentro dessa mesma caixinha também vem a dúvida sobre o que cai no vestibular. Por isso, neste post, vamos falar sobre esse curso que desperta a curiosidade de muitos estudantes.

O que se estuda no curso de odontologia?

Entre disciplinas de Ciências da Saúde e aulas práticas, o curso de odontologia busca promover uma formação humanista capacitando o profissional a atuar com ética, rigor técnico e científico. Na grade curricular, entre as muitas disciplinas, o estudante encontrará matérias referentes a:

  • anatomia humana;
  • biologia;
  • embriologia;
  • genética;
  • histologia;
  • endodontia etc.

As aulas práticas são essenciais para entender o dia a dia do dentista e, por isso, é comum que com um certo período de curso, o aluno passe a atender pacientes e fazer pequenas aplicações.

Onde estudar Odontologia?

Diversas instituições de ensino oferecem o curso, por sua vez, o ingresso pode ser feito por meio do vestibular tradicional em que geralmente são cobradas matérias básicas do ensino médio e a escrita de uma redação.

Também existem opções de faculdades que aceitam a nota do Enem como critério para aprovação. A classificação é possível com médias acima de 450 pontos e a adesão em programas de bolsas como o Prouni ou de financiamento como o Fies aumentam essa média para cerca de 700 pontos, dependendo da instituição.

Como usar o Enem para fazer odontologia?

Para ingressar em odontologia em uma universidade pública ou privada com a nota do Enem, o estudante tem algumas opções, entre elas:

Ingresso direto

Muitas faculdades privadas aceitam a nota do Enem como critério de avaliação para o aluno ingressar em seus cursos. As notas mínimas para conseguir a vaga pode variar de uma instituição para outra, contudo, o processo é bem simples e tendo a média necessária para o curso, é possível até mesmo já se matricular.

Fies

O Fies é um programa de financiamento estudantil oferecido pelo Governo Federal. Uma opção para o estudante que deseja fazer o curso de Odontologia em uma faculdade privada e quer financiar o pagamento das mensalidades.

Para concorrer às vagas do Fies, o estudante precisa ter a nota mínima de 450 pontos e se inscrever em um dos dois processos anuais para tal. Lembrando que a média pode aumentar de acordo com a concorrência e a oferta de financiamentos.

Prouni

Com o Programa Universidade para Todos, o estudante pode concorrer a bolsas que parciais ou integrais em instituições particulares. Mais uma vez, para participar a nota mínima exigida no Enem é de 450 pontos, porém, as vagas são poucas e concorridas, quanto maior a média, maiores as chances de conseguir a bolsa.

Sisu

O Sisu é o mais concorrido de todos e oferece as vagas para as instituições federais brasileiras, com médias que variam de 700 a 840, exigindo mais do estudante na hora da prova do Enem.  

Como garantir uma vaga no curso de odontologia?

Para ter uma das ajudas do governo para cursar Odontologia é preciso estudar muito e se dedicar. As vagas são concorridas e muitos estudantes estão se preparando para o Enem. Ninguém quer perder essa chance, não é mesmo? Então, confira algumas dicas:

  • Faça provas anteriores do Enem para ficar por dentro do tipo de questões que são cobradas;
  • Procure identificar os conteúdos que você tem mais dificuldade e dispense mais do seu tempo para eles;
  • No dia da prova, leia todas as questões e faça as mais fáceis primeiro e depois volte para fazer aquelas que considera mais difíceis;
  • Fazendo as provas anteriores é possível identificar o que é mais comum de aparecer nas provas, use essa informação para organizar os seus estudos.

Poder escolher uma vaga na faculdade que você quiser e no seu curso dos sonhos é possível, porém, isso exige um certo esforço de sua parte. Nas provas com questões fechadas sua média de acertos deve ser acima de 35 e na redação, que vale metade da nota final, ficar com mais de 800 pontos é importante para não perder nenhuma chance.

No Enem, as questões mais difíceis valem mais pontos, por isso é essencial dedicar-se a elas. Uma forma de conseguir uma boa nota para o curso de Odontologia é acertar todas as questões fáceis e ter um bom número de acertos nas médias e difíceis.

Enfim, todas as matérias do Enem — Matemática, Linguagens, Ciências da Natureza e Humanas — são de peso para o curso de Odontologia. A sua nota final é importante para a opção de ingresso, que pode ser pelo vestibular da faculdade ou usando a nota do Enem, ou ainda, pelas opções de ajuda do governo (Fies, Prouni e Sisu).

Quer saber mais sobre o curso de Odontologia da FAT? Entre em contato com a gente!

 

shares