entenda as 6 competencias do enem

A prova do Enem é constituída de questões objetivas divididas em 4 áreas, mais a redação. Essas áreas concentram as matérias básicas escolares:

1) Linguagens, Códigos e suas tecnologias: Língua Portuguesa, Literatura, Língua estrangeira, Educação Física, Artes e Tecnologias da Informação e Comunicação;

2) Matemática e suas tecnologias: matemática;

3) Ciências da natureza e suas tecnologias: Química, Física e Biologia;

4) Ciências humanas e suas tecnologias: História, Geografia, Sociologia e Filosofia.

Dentro de cada uma dessas provas são cobradas algumas competências específicas referentes à capacidade e domínio do estudante em relação à área de conhecimento. Para cada uma delas são apresentadas habilidades que, por sua vez, apresentam a prática dessas competências.

O que é a matriz de referência do Enem?

Antes de falarmos sobre as competências específicas da prova de ciências humanas do Enem, vamos entender melhor onde elas se aplicam na matriz de referência do Enem. Nela, o estudante encontrará um grupo de 120 habilidades subdivididas em 30 para cada uma das áreas.

Separar a prova do Enem em habilidades é uma maneira eficiente de incentivar o raciocínio com questões interdisciplinares que fazem parte da realidade social. As questões são apresentadas dentro de contextos que exigem a aplicação da prática, evitando que os estudos fiquem focados apenas em decoreba.

Quais as competências de ciências humanas do Enem?

Agora que você entendeu que a prova do Enem é planejada dentro de uma matriz que é dividida em competências, que por sua vez são divididas em habilidades, chegou o momento de entender cada uma dessas áreas e suas especificidades na prova de Ciências Humanas e suas tecnologias.

Competência de área 1

Nessa primeira competência, as habilidades ficam em torno dos elementos culturais formadores das identidades. Por isso, o estudante deve: 

 – Interpretar documentos com base em aspectos culturais;

 – Analisar a produção da memória na sociedade;

 – Ligar os processos históricos à cultura atual;

 – Comparar diferentes pontos de vista sobre aspectos culturais;

 – Identificar a diversidade cultural e artística em diferentes sociedades.

Competência de área 2

As relações socioeconômicas devem ser entendidas dentro das transformações dos espaços geográficos. Assim, as habilidades exigidas na competência 2 são:

 – Interpretar gráficos dos espaços geográficos;

 – Entender as relações de poder que regem as nações, histórica e geograficamente;

 – Analisar as ações dos estados quanto ao fluxo populacional e os problemas econômicos e sociais;

 – Entender as relações políticas e socioeconômicas em âmbito local, regional ou mundial;

 – Reconhecer os movimentos sociais como transformadores da realidade histórico-geográfica da sociedade.

Competência de área 3

Na competência 3, o estudante precisa entender o papel histórico das instituições sociais, políticas e econômicas. Assim, as habilidades cobradas são:

 – Identificar as práticas de grupos sociais em diferentes épocas e lugares;

 – Analisar o papel da justiça na organização das sociedades;

 – Verificar mudanças ou rupturas no poder por conta de ações dos movimentos sociais;

 – Comparar pontos de vista diferentes sobre as instituições sociais, políticas e econômicas;

 – Avaliar as relações políticas e socioeconômicas e conciliar os conflitos ao longo da história.

Competência de área 4

As tecnologias estão presentes nas modificações sociais, por isso, é necessário entender como elas interferem no desenvolvimento do conhecimento. As habilidades da competência 4 são:

 – Identificar o papel das tecnologias na organização da vida social;

 – Analisar os impactos das tecnologias na produção de bens;

 – Identificar diferentes processos de produção ou circulação de riquezas;

 – Reconhecer as transformações advindas das tecnologias no meio urbano e rural;

 – Entender as vantagens e desvantagens das tecnologias para a vida social e para o mercado de trabalho.

Competência de área 5

O indivíduo precisa atuar na sociedade de maneira consciente, ou seja, compreendendo e valorizando os aspectos da cidadania e da democracia. Dessa forma, as habilidades exigidas para a competência 5 são:

 – Entender o papel dos meios de comunicação na vida social;

 – Analisar os efeitos das lutas sociais nas políticas públicas e mudanças legislativas;

 – Analisar a importância da ética no âmbito social;

 – Relacionar cidadania e democracia;

 – Pensar estrategicamente em formas de inclusão social.

Competência de área 6

Para finalizar, o estudante precisa compreender como as interações acontecem em diferentes espaços e contextos históricos e geográficos. Para isso, eles precisam:

 – Pensar a ocupação dos espaços físicos em relação com a natureza;

 – Analisar criticamente as interações sociais no meio físico;

 – Relacionar a tecnologia com os impactos ambientais em diferentes épocas;

 

Gostou das nossas dicas? Quer tirar uma boa nota no enem? Então acompanhe o nosso blog! 

shares